top of page

O que aprendemos com o poliamor

Atualizado: 8 de mai.

Na área do relacionamentos, autoconhecimento e estar aberta a novas propostas sempre fortalecem a união.



Casais monogâmicos têm sua dinâmica diferente dos relacionamentos abertos, mas isso não quer dizer que você não possa aprender com um modelo não semelhante ao seu. Na verdade, se você se abrir a algumas das filosofias do poliamor, provavelmente terá um relacionamento mais feliz, saudável e gratificante com sua parceria monogâmica!


Então, aqui estão 3 coisas que pessoas monogâmicas podem aprender com pessoas poliamorosas. Vale tentar!


1. SER DIRETO

Para ter relacionamentos poliamorosos bem-sucedidos, você precisa ser direta. Caso contrário, seu(s) relacionamento(s) implodirá(ão) rapidamente. Você tem que se sentir confortável em estabelecer limites. Você tem que deixar sua parceria saber como você está se sentindo e assumir seus sentimentos sem vergonha. Muitas vezes, as pessoas monogâmicas esperam que o seu parceiro seja um leitor de mentes ou confiam tanto nas normas da monogamia que não articulam diretamente às suas necessidades. Mas você ainda precisa ser direto, honesta e de mente aberta, mesmo quando monogâmica!


2. CONTAR COM VÁRIAS PESSOAS PARA ATENDER ÀS SUAS NECESSIDADES

Não se pode esperar que sua parceria satisfaça cada uma de suas necessidades emocionais e psicológicas. Ela ou ela não é uma máquina de satisfação de necessidades. Eles têm necessidades (e uma vida) próprias. Em segundo lugar, podem ser um parceiro incrível em muitos aspectos, mas podem não saber como responder a uma situação específica. Está tudo bem! É por isso que, mesmo quando monogâmica, você também deve ter amigos e familiares que a apoiem. (E quando digo família, não estou falando apenas de família biológica; estou falando também de família escolhida.) Isso também ajudará a aliviar um pouco a pressão que você pode inadvertidamente exercer sobre sua parceria.


3. NAVEGANDO PELO CIÚME

Lembre-se de que o ciúme é normal e natural – algo que você e sua parceria podem superar juntos. Existe a ideia de que pessoas poliamorosas são naturalmente menos ciumentas do que pessoas monogâmicas. Alguns são, mas a maioria não é. Acontece que quando você é poliamorosa, você é forçada a lidar com seu ciúme com mais frequência porque, ao contrário da monogamia, seu parceiro pode fazer sexo e até namorar outra pessoa. Pessoas poliamorosas sabem que, embora o ciúme seja natural, ele não lhe dá autorização para reagir como quiser. Seus sentimentos são válidos, mas isso não justifica um comportamento desequilibrado.

Pessoas poliamorosas entendem que o ciúme é uma fonte de informação. Então, quando você sentir ciúme, tente pensar no que seu ciúme está tentando lhe dizer. Você está preocupada que seu parceiro a troque por outra pessoa? Você se sente insegura? Depois de conhecer a raiz do seu ciúme, você pode conversar com seu parceiro, ditando como ele pode apoiar melhor você (e seu ciúme).


*Texto originalmente publicado para o site da Vogue Brasil.


Komentarai


bottom of page