4 práticas para melhorar sua vida sexual




Não é fácil manter o chamado mindfulness na vida sexual. Se já nos distraímos e somos ansiosas no trabalho e outras tarefas do cotidiano, imagina na área do prazer, um lugar onde podemos facilmente negligenciar o outro e a nós mesmas. Para mantermos o foco em nossos momentos mais íntimos e deixarmos os problemas e a rotina do lado de fora aproveitando 100% aquelas horinhas de deleite, dou algumas dicas simples mas valiosas para termos em mente e seguir o quanto pudermos:

Conectar Primeiro, organize o espaço fazendo com que pareça bonito - eliminando a desordem, colocando cada objeto em seu lugar e reequilibrando a energia com velas, incenso, aromas de sua preferência. Conecte-se ao seu parceiro olhando profundamente nos olhos um do outro enquanto transam - isso pode parecer desconfortável e bobo no início. Mas, o contato visual é incrivelmente poderoso e conectivo em muitos níveis e pode ajudar a manter a presença no momento em si, evitando distrações.

Respirar Desacelerar e focar na respiração pode ajudá-la a regular seus níveis de estresse e a se sentir mais presente. Pratique respiração abdominal profunda. Uma sugestão: respire e inspire em 4 tempos, cada movimento. Essa prática vale não apenas para o sexo, mas na vida cotidiana.

Tocar O toque e a sensação são maneiras incrivelmente poderosas de evocar sentimentos, aumentar o prazer e ficar mais atenta ao momento. Concentre-se inteiramente seu toque em uma área própria ou no corpo de sua parceria, trazendo consciência para as sensações - por exemplo, como você descreveria a sensação: calor? formigamento? pressão? Continue a explorar outras áreas com compaixão e bondade, embora seja lento, gentil e sensual (se quiser).

Comunicar Da próxima vez que você se sentir impedida de comunicar suas necessidades e desejos, faça o possível para ter uma conversa franca com seu par. Transparência, honestidade e autenticidade são as chaves para uma boa comunicação. E uma boa comunicação é importante para criar um lugar seguro e uma presença durante experiências íntimas e nos relacionamentos.