Toda mulher pode ser Maria Bruaca


Uma personagem anda chamando a atenção dos fãs de Pantanal. Não, não é a protagonista Juma e sim, Maria Bruaca. Que bom! Isso mostra que algo mudou dos anos 90 pra cá.

As novas descobertas que a personagem da atriz Isabel Teixeira está tendo sobre a própria sexualidade dizem muito sobre as mulheres, em geral. Quem nunca viveu um relacionamento abusivo ou foi traída ou se sentiu inferior à parceria? Essas situações nos colocam no limite da sanidade mental e do amor-próprio. Felizmente, algumas vezes, conseguimos despertar para nós mesmas, nos libertar dessa prisão física e emocional. E a sexualidade tem um papel fundamental nesta nova vida: Depois de tanto sofrer, somos capazes de encontrar pessoas que nos dão valor e nos desejam. Isso pode até soar estranho num primeiro momento, já que nos relacionamentos abusivos a arte do abusador é nos colocar para baixo, não nos sentirmos merecedoras de amor. Mas acostumem-se, pois, vivemos para sermos amadas e bem tratadas.


A virada de Maria Bruaca na novela após descobrir a traição de seu marido, Tenório (Murilo Benício), é um alerta e uma esperança para todas as mulheres que vivenciam essa situação e sua sexualidade reprimida. Como é bom se libertar, não? Há vida, sim, após um relacionamento destrutivo. As redes de apoio existem para ajudar. Mulheres, não tenham medo de gozar a vida! Inspirem-se na Maria Bruaca...


LEIA MAIS:

+ 4 dicas para a masturbação em casal + 4 mitos sobre o sexo tântrico + 4 ideias para se reconectar emocionalmente no relacionamento


*Texto originalmente publicado para o site da Vogue Brasil.