O que precisamos normalizar no sexo

Atualizado: 2 de mar.



O sexo é ainda tabu em muitas situações. Mas, aos poucos, temos que nos libertar de preconceitos e procurar o caminho do nosso próprio prazer. Que em 2022 a gente abra mais a nossa cabeça para as nossas vontades, aliadas a mais conhecimento e informação sexual. A começar, vamos normalizar algumas situações na cama para o próximo ano? Que tal?

Uso de lubrificantes como parte da rotina sexual Historicamente o lubrificante sempre foi utilizado por conta de uma ausência ou escassez de lubrificação no genital. Mas este mito aos poucos está caindo em desuso, já que a indústria de sexual wellness hoje possui uma infinidade de produtos com ingredientes que auxiliam na saúde da mulher como aloe vera, ácido hialurônico, coco, entre outros. Lubrificante não é sinônimo de vagina seca, menopausa, frigidez e, sim, de mais prazer!

Perguntar “como você gosta” e não tentar adivinhar Ninguém tem bola de cristal, ainda mais na cama! Se vocês não conversarem sobre suas preferências, dificultarão o caminho ao prazer. Explicar como você gosta e perguntar como a outra pessoa também gosta faz parte de uma relação saudável.

Respeitar a parceria antes de qualquer movimento, isso sim é preliminar Entender os limites da outra pessoa no sexo é fundamental para uma relação saudável. Algumas vezes o nosso gosto na cama pode não se assemelhar ao par. Entenda como você pode aplicar a sua preferência sem invadir o bem-estar do outro, sem desrespeitar.

Dizer que não está no mood hoje para o sexo e tudo bem Sim. Tem dias que você não quer transar e ok! Acolha suas vontades e não transe somente porque o outro quer. Entenda: você é a pessoa mais importante na sua vida. LEIA MAIS: + 8 séries para entender melhor sobre a própria sexualidade + Escuta erótica: orgasmo ao pé do ouvido + Como o ciclo menstrual pode afetar sua vida sexual


Texto originalmente publicado para o site da Vogue Brasil.