O que aprendemos com "Sex Education" e seu site "Toda PPK É Linda"




Fã de Sex Education, sempre espero ansiosa pelos temas que a série irá tratar em suas temporadas. Nesta última, recém-lançada pela Netflix, a vulva e suas formas ganham espaço de discussão. Aqui não tem spoiler, ok? É somente para contextualizar o tema:

Na terceira temporada, a sexóloga Jean (Gillian Anderson) recomenda o site chamado Toda PPK É Lindapara Aimee (Aimee Lou Wood) após a jovem mencionar que suas partes íntimas não são iguais ao modelo didático exposto no consultório médico. Aimee acessa o site por curiosidade e fica fascinada com as informações dele. Para apoiar a causa e celebrar a diversidade das vulvas, a estudante repassa seu conhecimento para os alunos do colégio Moordale. E numa sacada bem boa, a Netflix lançou na vida real a plataforma para promover os novos episódios aqui no Brasil.

Bom, mas o que temos de aprender com Jean e Aimee? O formato e cor da vulva ainda infelizmente é um tabu. Muitas meninas e mulheres têm a autoestima afetada quando seu genital não é igual ao dos livros de anatomia ou dos filmes pornôs. Esse tema é o primeiro que abordo nas minhas aulas de sexualidade. Não existe forma nem cor corretas ou erradas para uma vulva. Cada mulher é única!

O padrão de beleza hoje é tão absurdo que chegou até na genitália. “Se minha vulva não é cor-de-rosa ou meus lábios internos são um pouco maiores, eu não me encaixo no padrão.” Essas características vistas como negativas, ouço muito das mulheres e vejo o quanto isso abala o amor-próprio delas. Um exercício que sempre peço para fazerem é acessar o site www.genitalia.me. Esta plataforma é um álbum de genitais tanto masculinos quanto femininos. Ali você observa a variedade de anatomia que existe. O mundo é diverso e os genitais também.

E sim, sua vulva é linda porque simplesmente é sua! Conheça, toque, explore essa parte do corpo tão importante. Divirta-se!


Texto originalmente publicado para o site da Vogue Brasil.