Método Kivin de sexo oral oferece um orgasmo mais poderoso


Sexóloga experimenta e aprova um tipo diferente de sexo oral, o lateral.



Geralmente as mulheres precisam de cerca de uns 20 minutos para alcançar um orgasmo satisfatório. E um sexo oral bem-feito faz toda a diferença nessa hora. Na internet fala-se muito sobre o Método Kivin (a origem do nome ninguém se sabe) que é uma outra forma da mulher ser excitada e resolvi experimentar.


Mas o que é essa prática? É uma técnica que é melhor explicada como "oral lateral”. Ao contrário da abordagem vertical típica, quem aplica fica entre as pernas em um ângulo horizontal, o que maximiza a exposição à língua e o foco no clitóris, grandes lábios e pequenos lábios.


Em vez de ser lambido para cima e para baixo, o que deixaria de estimular o clitóris como um todo (hoje sabemos que o órgão possui, aproximadamente, 8 centímetros e passa por toda área da vulva, não é somente um ponto), a lambida ocorre longitudinalmente, o que significa que a estimulação se espalha por uma área maior. Além disso, com uma das mãos, o parceiro(a) faz uma leve pressão no períneo ou esfíncter anal: o casal sentirá no momento qual pressão funciona melhor para a parceira.





Para se posicionar no Método Kivin, a mulher fica deitada de costas e leva um joelho ao peito, criando espaço para o parceiro(a) entrar horizontalmente. Ela pode descansar a perna nas costas do parceiro(a) ou mantê-la elevada. (Lembre-se de que o conforto desempenha um papel vital no êxito dessa técnica. Qualquer coisa que retire a atenção do prazer pode ter um efeito negativo na experiência geral). Seja qual for a posição que você escolher, crie um ambiente confortável e livre de estresse, onde você pode relaxar e desfrutar completamente o momento e as sensações. E acredite, o orgasmo vem mais rápido, mais completo e mais potente!


* Texto originalmente publicado para o site da Vogue Brasil.

Encontre a Lu também nas redes sociais

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle