5 comportamentos sexuais que prometem fazer sucesso entre os solteiros



A pandemia não foi fácil para os casais e nem para os solteiros! Este segundo grupo teve sérias dificuldades para se relacionar e conhecer novas pessoas. O caminho do autoconhecimento foi fundamental durante o período. O retorno cauteloso à vida um pouco mais social e os aprendizados vividos ao longo destes dois últimos anos, fizeram surgir novos pensamentos e desejos. Michael Illas, especialista em relacionamentos do aplicativo happn, lista 5 comportamentos que podem guiar a vida sexual dos solteiros brasileiros em 2022. Confira:

WanderLove - o amor turístico

Muito provavelmente, os solteiros, após passarem longos meses ‘presos’ em casa, vão aproveitar a reabertura das fronteiras para voltar a explorar o mundo. Não somente novos lugares, mas novas pessoas e experiências. Ou seja, ao invés de viajar e conhecer pessoas novas para aventuras passageiras, de uma ou duas noites apenas, por exemplo, eles estarão mais abertos a relações mais sólidas, quer elas durem para além da viagem ou apenas durante o período de viagem, mas de uma forma mais comprometida, mais envolvente, mesmo que temporariamente.

Não-adulto - abraçando a liberdade

Aqui os solteiros estão abraçando a liberdade e a diversão de forma mais clara, sem tantos pudores ou preocupações com o que os outros vão pensar. Mais abertos a experiências sexuais novas, a pessoas novas, a se abrir para vivenciar as próprias vontades e curiosidades, deixando de lado pensamentos tradicionais de certo ou errado.

Novela Sexual - a imaginação à flor da pele

A imaginação e criatividade ganham espaço na cama, instigando homens e mulheres a criarem cenários e histórias para a relação sexual. A pornografia com história, já muito comum entre as mulheres, virou uma realidade também para o público masculino, antes acostumado com o pornô do ato em si.

Super Toque - o sexo à palma da mão

O “gouinage”, que é o sexo sem penetração, já é uma realidade há um bom tempo, especialmente entre o público LGBTQIA+, mas agora ele ganha mais força. As pessoas já entendem que sexo está ligado ao prazer, não necessariamente à penetração. Esse pensamento, unido às experiências de auto prazer trazidas pela pandemia, abre espaço para novas experiências, às vezes até mais íntimas que o sexo com penetração, pois permite que as pessoas aprendam novas habilidades ligadas ao toque e ao oral.

Diversão em qualquer lugar - sem barreiras para o sexo

Embora não seja uma prática nova e faça parte do fetiche de muitas pessoas, o sexo em lugares incomuns está se tornando cada vez mais comum. E este comportamento é o resultado de uma geração mais livre, que não considera o sexo um tabu. Esta tendência também está muito ligada à da novela sexual, já que a imaginação pode levar você aos lugares mais diferentes.


LEIA MAIS:

+ Dicas de cuidados pós-sexo que toda mulher deve saber + Escreva um diário sobre sua vida sexual

+ Rituais de relaxamento que favorecem a energia sexual


Texto originalmente publicado para o site da Vogue Brasil.