A vida sexual dos solteiros no confinamento

Atualizado: Mai 4


Sexóloga reflete sobre o estilo de vida dos solteiros que não têm os crushs ao lado nos dias de reclusão.



Os solteiros, que eram invejados por um estilo de vida mais livre, festas, encontros, confraternizações, agora estão com uma pontinha de inveja dos casados/namorados que a esta altura na quarentena têm companhia e nós, os solteiros, não. Claro que existem problemas muitoooo maiores agora, mas não podemos deixar de pensar naquela abstinência sexual do seu corpo tocando outro. Uma saudade: sentir a temperatura de alguém na minha pele.

O que podemos fazer? Muitos ainda estão nos apps de relacionamento. Eu mesma me vi dando uma olhada, mas aí pensei: “vou falar o quê?”, “como está seu confinamento?” rsrs e sem a possibilidade remota de um encontro físico. Olha, já tive até relacionamento à distancia e virtual. Uma hora “dá ruim”, garanto rsrs. Já ouvi relatos de gente que abandonou os apps para não deixar o coronavírus entrar em seu corpo via um objeto de desejo. Outros continuam fervorosos na famosa “pegação online” com nudes e sextings.

Bom, eu? Com crushes desfeitos, cancelados, a masturbação virou questão de saúde. Solteiros de plantão, se masturbem!!!! Vai trazer bem-estar a vocês. Agora não é somente uma questão de prazer e sim, saúde física e mental. A liberação de hormônios (dopamina, ocitocina, serotonina) vai fazer nos sentirmos melhores. Precisamos disso, por favor!

E aquele vinho que você sempre abre pro seu “date”, abra para você tomar sozinha ou com seus vizinhos confinados juntos com você. Por que não?

Aguardemos, estamos somente no começo. Temos que nos reinventar até no prazer sexual! E quando tudo passar, tire o atraso deliciosamente…você vai ver, o sexo vai ser mais saboroso…


Texto originalmente publicado para o site da Vogue Brasil.

Encontre a Lu também nas redes sociais

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle