A importância da responsabilidade afetiva nos relacionamentos

Atualizado: 23 de fev.



Entrar num relacionamento saudável é para os fortes! Sabe por quê? Precisa-se de um profundo autoconhecimento e empatia pelo outro. Duas palavrinhas difíceis de estarem no nosso dia a dia.

Com o advento dos apps de relacionamento, o ghosting (aquela sumida básica do outro sem você entender o motivo), por exemplo, tornou-se quase que um hábito entre os crushes. Ou também a pessoa "sincerona" já coloca que não quer se relacionar, mas sempre te chama para "fazer algo": conversam, transam, têm intimidade, dormem de conchinha e quando você se envolve. "ah, mas sempre te disse que não queria namorar."...Cada vez mais comportamentos desse tipo estão sendo normalizados.


Por isso, é importante falar sobre responsabilidade afetiva. Está muito ligada ao respeito, empatia e consciência de como seus comportamentos afetam o desenvolvimento de quem está próximo de você. Ser cuidadoso com os sentimentos de outras pessoas, respeitar os limites, saber que você tem um papel e influência sobre as expectativas que cria é importantíssimo.


E como podemos colocar essa responsabilidade na nossa rotina de relações?


autoconhecimento: quando entendemos as nossas próprias vontades e sentimentos, podemos exercer a honestidade com o outro porque simplesmente sabemos o que queremos para a nossa vida. E algo muito importante: o autoconhecimento também nos protege da possibilidade dos outros serem irresponsáveis afetivamente com nós mesmos. Você identifica mais rápido onde aquele "discurso" vai dar...Cilada, bino!


sinceridade com empatia: basicamente é "como gostaria de ser tratado?". Para então tratar o outro da mesma forma. Lembre-se sempre que você está se relacionando com alguém que pode ter referências de vida diferentes, traumas passados. O que pode ser uma fala clara e sincera para você, para o outro pode ser algo negativo e até abusivo. Ser sincero é fundamental, mas tenha empatia ao dizer sobre suas resoluções porque o que você diz sempre afeta o outro. Lembre-se disso.


não entre em relações que não consegue lidar: Os apps nos deram um leque muito grande de opções e, muitas vezes, podemos nos relacionar com diversas pessoas ao mesmo tempo. Mas você consegue sustentar isso? Entrar em mais relações do que consegue se comprometer e não nutrir conversas sinceras sobre seus sentimentos, expectativas e dificuldades é, portanto, provocar feridas em alguém.


LEIA MAIS: Regina Navarro Lins discute as principais dúvidas sobre relacionamentos Como criar uma atmosfera de férias românticas sem sair de casa Como manter a atenção total durante o sexo


Texto originalmente publicado para o site da Vogue Brasil.