top of page

O que é a microtraição?

Atualizado: 22 de abr.

Comportamento cada vez mais comum em casais traz à tona a uma nova definição de infidelidade.



A traição sempre foi considerada um ato físico, seja beijo ou até mesmo uma relação sexual fora do casamento ou namoro. Mas, com o passar do tempo e o surgimento das redes sociais e aplicativos de relacionamento, um novo comportamento começou a ser discutido: a microtraição.


A tradicional publicação Psychology Today define essa tendência como “pequenas quebras de confiança em um relacionamento que não ultrapassam o limiar de um caso físico. (Os exemplos que o site fornece incluem deixar sua aliança de casamento em casa enquanto sai sozinho ou conversar secretamente com um ex-parceiro on-line, entre outras situações). De forma mais ampla, microtraição refere-se a comportamentos que levam alguém a questionar o compromisso emocional ou físico de sua parceria com o relacionamento.


Como o nome sugere, a microtraição tem a ver com aquelas pequenas coisas que alguém pode pensar que não são tão ruins, mas podem ser. E aí está o dilema: se pode haver ações sutis, como definir a microtraição? E realmente pode haver algo como "traindo, mas só um pouco"?


De acordo com Martin Graff, professor de psicologia da Universidade de South Wales, no Reino Unido, a resposta é sim. Em um artigo recente publicado por uma revista de psicologia, ele explica como a infidelidade evoluiu à medida que nossas vidas se voltaram mais para a internet. Lembre-se de que a microtraição é mais subjetiva do que a infidelidade física. Provavelmente, sua parceria não deu muita importância ao comportamento, mas isso não significa que você não precise falar sobre o assunto, caso te incomode.


E como começar essa conversa não tão fácil? Em vez de agir precipitadamente em relação ao problema, afaste-se emocionalmente da informação que acabou de receber. Pondere os sinais de que seu relacionamento é forte, feliz e satisfatório em comparação com os sinais de que sua parceria está cometendo algo errado. Antes de reagir a segredo que foi escondido de você, faça a si mesma as seguintes perguntas:


-Quão significativa é essa informação para você?-Sua parceria já te deu motivos para duvidar de sua fidelidade?-Você já manteve segredos semelhantes de sua parceria?-Qual foi sua motivação para manter essa informação em segredo?


Após essas respostas para si mesma, aborde o assunto com sua parceria,  mantendo um tom de curiosidade e não de acusação. Permita que a resposta surja sem você já ter a situação consolidada na cabeça.


Relacionamento é ajuste constante. Não deixe virar uma bola de neve para depois você conversar e já ter uma história inteira na cabeça, mesmo nã sendo verdade. Te incomodou? Fale, articule. Talvez possa ser apenas um mal-entendido entre o casal e nada mais. Um comportamento pode não ser nocivo para a sua parceria mas pode ser para você e vice-versa. Conversas desconfortáveis fazem parte de qualquer relação saudável.


*Texto originalmente publicado para o site da Vogue Brasil.


Comments


bottom of page