O próprio prazer está em foco

Muito mais do que o sexo em si, o autoconhecimento sexual ganha cada vez mais o merecido espaço

Não é de hoje que se fala em masturbação, vibradores e como chegar a um orgasmo. Mas nos últimos dois anos, e a pandemia tem uma responsabilidade nisso, buscar o próprio prazer vem ganhando mais holofotes. Que bom! O aumento do número de modelos de toys, de sexshops on-line, de sextechs/femtechs e de perfis relacionados a uma sexualidade positiva colaboram com essa tendência que veio para ficar. Não há mais como ignorar o que um belo orgasmo faz para a saúde, principalmente das mulheres, já que influencia diretamente na nossa autoestima, empoderamento, força criativa e de trabalho. Isso é processo químico, é injeção de hormônio e comprovado cientificamente.


A busca do próprio prazer se tornou parte da saúde e bem-estar porque tudo se conecta. Goze para você primeiro e depois para o outro. Você verá que a relação sexual com a parceria será mais gostosa e prazerosa, entre outros benefícios. Quando você se conhece, nada te segura. Nada mesmo. Sabe por que? Porque a energia sexual é potente, é próspera e materializadora. Usada em equilíbrio, ela consegue mover todas as outras esferas da sua vida.


Por isso, quem ainda tem receio de mexer com o próprio prazer, não espere mais tempo, ok? Que tal comprar seu primeiro vibrador ou usar aquele que está na gaveta ou até mesmo se masturbar usando os dedos com um bom lubrificante? Sinta-se primeiro antes de sentir o outro... LEIA MAIS:

+ Por que uma mulher livre incomoda tanto? + 7 motivos para ter orgasmos regulares + 5 comportamentos sexuais que prometem fazer sucesso entre os solteiros


Texto originalmente publicado para o site da Vogue Brasil.