top of page

Aumentar o pênis é possível?

Cientistas brasileiros apontam que sim, estendendo até 4cm com novo procedimento.

Parece até mentira, mas nesta última terça-feira (06/09) cientistas brasileiros da Universidade Federal da Bahia apresentaram ao Congresso Paulista de Urologia uma nova técnica de cirurgia peniana: agora é possível reconstruir ou aumentar o pênis em até 4cm! O procedimento inovador já foi realizado em pacientes com sucesso total e é indicado somente em casos de micropênis, amputação do órgão e até mesmo para homens trans


Esse tratamento utiliza a mobilização total dos corpos cavernosos (TCM), se iniciando com uma incisão no períneo - porção dos corpos cavernosos escondida na região entre o saco escrotal e o ânus - e fazendo todo o procedimento por dentro do osso da bacia. Esse pedaço do osso é amarrado no osso da púbis, possibilitando os corpos cavernosos do penis se agarrarem aos ossos, permitindo a ereção.


É isso que difere esse procedimento da famosa Falopastia, cirurgia já existente de reconstrução e aumento peniano, que retira a gordura de outras áreas do corpo, como coxas e antebraços, para recriar o órgão genital. Nesse caso, como não há uma estrutura cartilaginosa e sim apenas pele e gordura, não há resistência para uma ereção.


A nova técnica foi realizada pelo urologista Ubirajara Barroso Junior e seu grupo de estudos na UFBA. O sucesso dessa nova técnica foi gigante e essa pesquisa foi publicada na revista científica International Brazilian Journal of Urology. Os pesquisadores apontam que a operação demora em torno de nove horas e é extremamente delicada, até hoje só foi realizada em casos de reconstrução peniana.


Fontes: Uol/ O Globo.


LEIA MAIS:

Comentarios


bottom of page