A cumplicidade é a palavra-chave para os relacionamentos no momento


Muito mais do que focar no sexo, os casais precisam se olhar com empatia durante este período de confinamento.



Após o primeiro mês de quarentena, a frequente queixa dos casais é a falta do desejo. A parte reclamante quer saber como faz para reacender a chama do parceiro porque, geralmente, acredita que é ela quem não consegue provocar o desejo no outro. Quem está mais apagado, muitas vezes, começa a se sentir pressionado para voltar a ter o tesão pré-corona e cada um começa a criar na própria mente uma historia, muitas vezes bem longe da realidade. Ou seja, a questão só piora. Ali fica um jogo velado de baixa autoestima e o distanciamento emocional aumenta.

Sim, o sexo é importante. Mas nessas horas olhe com mais empatia e cumplicidade para o seu par. Conversem. Cada um está lidando com essa situação de forma diferente. E vocês não estão somente juntos pelo sexo. Pensem nisso. Imagine quando você não quer algo e tem a pessoa ali ao seu lado insistindo? O que acontece? Não vai existir aproximação, somente o afastamento. É horrível fazer algo forçado ainda mais numa quarentena. Em vez de enfraquecer a relação, por que não fortalecer ainda mais os laços e um ajudar o outro a superar a crise juntos?

Ninguém está "normal", todos vivem uma situação jamais imaginada. Sejam companheiros e empáticos. Você já perguntou para o outro o que está sentindo, como está lidando com os dias de confinamento, como você pode ajudar e o que você está sentindo também? Angustias, medos, alívios. Tudo pode ser colocado na conversa, o importante é falar, se abrir. Além do diálogo, cozinhem juntos, vejam tv, dividam as tarefas diárias, joguem algum jogo, encontrem um passatempo que gostem de fazer juntos. Isso cria mais conexão. 

Se uma das partes está com baixo desejo, durmam de conchinha, se abracem, se beijem, deitem um no colo do outro. Isso mostra que você está ali com a pessoa. O que ela mais quer agora é se sentir acolhida(o). Esse contato pele com pele sem sexo também é intimidade. Desenvolvam isso…

A cumplicidade e o olhar para o outro entre os casais será uma das grandes lições desta pandemia.


*Texto originalmente publicado para o site da Vogue Brasil.

Encontre a Lu também nas redes sociais

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle